sábado, 24 de outubro de 2009

You're the habit that I can't quit

Sabe, e se não tiver mais jeito? E se agora foi só eu e você e você e eu, nós? Nós, palavra que ainda me faz senti frios vindos do estomago quando proferida por você nas atuais condições. E se for pra sempre, o que nós vamos fazer? Bem, você pode ignorar e esperar os anos passarem, até que um dia  nos reencontrar em uma rua qualquer, cheios de sacolas e de pressa, então quando você me reconhecer, vai rir por dentro e pensar que toda noite você ainda pensa naquilo que tu denominava nós, depois vai sorrir e passar direito, por falta de coragem ou de tempo e pensar que poderia ter sido pra sempre.

@Cute Is What We Aim For - Time

1 comentários:

Vííh Bezerra disse...

[...] E mesmo que tivesse de ser para sempre como seria tudo aquilo? Foi so um reencontro, talvez ela nem tenah me pescebido, mas ela estava ali, ainda linda como eu sempre dise que ela era, não mudara nada, jovem e linda, enão me cansava em repetir. Estava usando seu cabelo como eu mais gostava e como eu a imagino toda a noite desde o dia em que paramos quando eramos mais novos. Eu ainda era aquele garoto teimoso e criança, creio que ainda seja mas não tanto, lembro de cada paralvra que te dizia, ate as que mais lhe doiam, como lembro da primeira vez em que chorara, mas a segunda em diante acabaram sendo incontaveis. E se for pra sempre, o que iriamos fazer? Você aí e eu aqui, é tão dificil de entender como ainda sobreviviamos só de pensar. Queria uma explicação... Mas elmbro que durante algumas semanas eu senti saudades dos seus porques incontaveis, mas epois me acostumei aficar sem eles, mesmo pensando nos mesmos a cada instante, ainda sentia a dor de cada letra que lhe faltava para completar uma frase que eu tanto amava ler. Te amo, se é que entende.